Como não perder clientes em tempos de crise?

Como não perder clientes em tempos de crise?

Como abordamos no artigo anterior, estamos num ciclo de retração econômica  mundial em vários setores, principalmente no Brasil. Por exemplo, temos uma queda importante no consumo mundial de veículos, o que tem movimentado bastante as cadeiras de marketing e vendas das montadores. O Japão enfrenta um problema cultural. Os jovens consumidores de veículos não valorizam o automóvel como as gerações anteriores valorizavam.

Como manter os clientes atuais, e principalmente, como resgatar clientes que simplesmente deixaram de comprar por incapacidade de renda, ajustes no orçamento, por questões culturais?

Há necessidade de uma aproximação maior com os clientes. Há necessidade de criar uma intimidade para conhecer melhor os seus pensamentos, hábitos, as necessidades atuais. Ainda temos muitas barreiras no relacionamento com o cliente. São poucas as empresas que alcançam êxito nesta empreitada.

Necessitamos estabelecer um relacionamento sincero com o cliente, demonstrando que a nossa aproximação é para compreender suas necessidades, suas frustrações, compreender seus hábitos cotidianos, a fim de oferecer soluções criativas que venham a trazer bem-estar, prazer, alegria.

Existem metodologias e ferramentas que apoiam esse processo de aproximação e intimidade com o cliente, que conseguem captar as necessidades, as frustrações, apontando para as mudanças que devemos propor para os serviços e produtos oferecidos.

Principalmente neste ciclo de retração econômica, as empresas devem priorizar ações de relacionamento e intimidade com o cliente, pois grandes oportunidades de melhoria e inovação surgem exatamente através desta relação sincera, aberta e objetiva.

Há momentos em que os clientes desejam novas tecnologias, valor agregado, mas também há momentos que eles desejam soluções criativas que os apoiem a manter o consumo de serviços e produtos em tempos de orçamento enxuto.

Como está o processo de relacionamento e intimidade com o cliente na sua empresa?

Até a próxima!

Compartilhar nas Redes Sociais
Comments are closed.